Hey gamers! Se divertiram no fim-de-semana?

Essa semana (dia 9) chega oficialmente o Nintendo 3DS em terras brasileiras, e por isso vim dar a dica pras meninas que gostam de jogos fofinhos como eu (e pros meninos que não tem preconceito com jogos só porque são bonitinhos) e querem um joguinho divertido pra passar o tempo: Super Monkey Ball 3D.

A franquia Super Monkey Ball começou há quase 10 anos atrás no GameCube e AiAi e seus amigos já passaram pelos mais diversos caminhos, mas é nesta nova versão que os macaquinhos voltam à sua glória. Para quem nunca jogou nenhum de seus predecessores, no jogo você controla um macaquinho dentro de uma bola – tipo aquelas de Hamster, sabem? hahahaha – e o objetivo é atravessar os labirintos das fases sem cair pra fora do circuito, enquanto pega as bananinhas pelo caminho dentro de um limite de tempo. A nova versão 3D também trás o humor do game e as descrições hilárias de cada personagem jogável.

Nesta versão, você pode usar o cicle pad do 3DS – aquele “botão deslizante” redondinho – ou o giroscópio – sensor de movimento – para controlar os macaquinhos. Cá entre nós, ficar girando o 3DS pra lá e pra cá não é lá a maneira mais esperta de se jogar, já que o 3D simplesmente não funcionaria direito desse jeito, então eu preferi jogar com o circle pad mesmo. Apesar disso, o giroscópio tem uma precisão ótima e até oferece bom controle, mas o ideal é jogar com o 3D desligado.

Eu recomendo jogar com o circle pad por 2 motivos:

1 – Muito mais controle e precisão de movimentos

2 – O 3D do jogo dá uma noção de profundidade e percepção de planos muito melhor, o que torna o jogo mais fácil e mais bonito também!

Uma das desvantagens desse jogo em relação às versões anteriores é o número reduzido de modos de jogo, não tendo o Monkey Target e o Monkey Billiards, por exemplo. São apenas 3 modos de jogo, que você escolhe no menu principal: Monkey Ball, Mokeny Race e Monkey Fight.

O modo Monkey Ball é o que você vai através dos percursos até a chegada, passando para os próximos estágios. Esta versão conta com novos objetos e superfícies, como por exemplo as superfícies “grudentas” que te deixam mais lento, ou os bumpers que te arremessam pra fora do percurso. São 80 levels diferentes no jogo (sendo 72 das fases tradicionais e 8 bônus) e não existem percursos “reutilizados”. São todos diferentes e alguns são realmente doidos e divertidos de se atravessar.

No modo Monkey Race você escolhe um entre três modos de corrida (Grand Prix, Quick Race e Time Trial) e é basicamente… um rip-off do Mario Kart. Mas não deixa de ser divertido, né? nhaiuhauihaiuha! Tem itens pra você jogar nos outros, dá pra escolher personagens e carrinhos, aquela fórmula que sempre funciona.

E o Monkey Fight é um rip-off do Smash Bros, onde você tem que bater nos seus oponentes pra tirar as bananas deles e pegar pra você, e vence quem tiver o maior número de bananas quando acabar o tempo. É bem divertido, principalmente pra jogar no VS Mode (multiplayer).

Na minha opinião, mesmo que os outros modos de jogo não sejam grande novidade, quem compra Monkey Ball está atrás do bom e velho joguinho de correr os labirintos pegando bananas, e nisso o jogo não desaponta nem um pouco. A Sega encontrou um jeito muito legal de implementar o 3D de um modo relevante na jogabilidade, e eu achei este um dos melhores jogos da série.

Apesar dele acabar rapidinho, é aquilo que eu falei no começo do post: recomendadíssimo pra quem busca por joguinhos divertidos e leves para passar o tempo. Não há nenhuma história comprida nem muito o que parar pra pensar, é só ligar o 3DS e se divertir correndo atrás das bananas. =]

Um modo de fazer o jogo “durar mais” é destravando novos personagens, então já vou deixar algumas dicas aqui pra vocês, dos que eu consegui desbloquear:

Para destravar personagens no Monkey Race, você precisa entrar no modo “Grand Prix”:

A-Baby – Termine em segundo na Sky-Way

B-Jet – Termine em primeiro no Mt. Tyrano

F-GonGon – Termine em terceiro no Mt. Tyrano

N-Jam – Termine em primeiro no Sky-Way

P-YanYan – Termine em segundo no Mt. Tyrano

R-Doctor – Termine em terceiro no Sky-Way

Para destravar os personagens no Monkey Fight:

B-Jet – Vença nas 3 fases da Quick Match

P-YanYan – Termine a Super Fight series

W-MeeMee – Termine a Basic series

Para ganhar medalhas:

Banana Medal – Pegue todas as bananas de um mundo em uma só tentativa. (sem morrer, etc)

C-Medal – Ganhe um mundo e uma fase bônus com o Circle Pad

M-Medal – Ganhe um mundo e uma fase bônus com o sensor de movimento.

Para desbloquear os carros eu não sei como fiz, na verdade… mas acho que é batendo o recorde das tracks nas pistas de corrida. Ainda estou jogando =D

Então, num panorama geral, a apresentação do jogo é muito fofa, com animações antes de cada level, e os cenários são bem coloridinhos e bonitinhos. Não é o gráfico mais lindo que eu já vi, mas combina muito com o jogo! As músicas também são bonitinhas e agradáveis, e os efeitos sonoros são bem explorados, como o barulho dos bumpers e o som dos macaquinhos quando estão muito perto da beirada. A jogabilidade do Monkey Ball é excelente, cada personagem tem uma característica diferente de controle tornando cada um melhor pra um tipo de fase, e os controles são bem simples. É rápido de se chegar ao fim, mas os níveis não são enjoativos de se jogar mais de uma vez, então dá pra se aproveitar bastante tentando uma pontuação melhor em cada fase.

É isso aí! Espero que tenham gostado da review e das dicas, e divirtam-se com esses macaquinhos fofos! nhauiahuiahiuhaiua

Kissus!

[twitter-follow screen_name=’geekissblog’ link_color=’00ccff’]

  1. Vanessa Mayumi says:

    ahhh que legal!!! já tinha visto esse macaquinho de orelhas enroladinhas!! hahaha mas não sabia que ele vinha de um jogo.! ^^-

    heim, amii… qro jogar ele!!!!! *-* mas dá pra jogar num ds comum?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>