Olá pessoal!

Eu adoro filmes que de alguma maneira me perturbam. Principalmente os que remetem a natureza humana, onde podemos ver até onde o ser humano pode ir em alguma situação. O assustador é pensar que aqueles coisas realmente podem acontecer caso pessoas se encontrem na mesma situação.

Um filme desse tipo é Dogville (2003) dirigido por Lars Von Trier. Esse diretor já tem a reputação de fazer filmes que chocam por serem crus.

Dogville é estrelado por Nicole Kidman e tem a seguinte sinopse:

Anos 30, Dogville, um lugarejo nas Montanhas Rochosas. Grace (Nicole Kidman), uma bela desconhecida, aparece no lugar ao tentar fugir de gângsters. Com o apoio de Tom Edison (Paul Bettany), o auto-designado porta-voz da pequena comunidade, Grace é escondida pela pequena cidade e, em troca, trabalhará para eles. Fica acertado que após duas semanas ocorrerá uma votação para decidir se ela fica. Após este “período de testes” Grace é aprovada por unanimidade, mas quando a procura por ela se intensifica os moradores exigem algo mais em troca do risco de escondê-la. É quando ela descobre de modo duro que nesta cidade a bondade é algo bem relativo, pois Dogville começa a mostrar seus dentes. No entanto Grace carrega um segredo, que pode ser muito perigoso para a cidade.” (fonte: www.adorocinema.com.br)

   revista_leaf_dogville

O filme é hipnotizante devido à maneira com que a história evolui. Passo a passo a história começa a ficar perturbadora demais.

Grace chega a Dogville e é começa a desempenhar pequenos trabalhos para compensar os moradores de sua estadia, mas em algum ponto no filme fica claro que ela não foi devidamente acolhida por eles. Quando os gângsters voltam a procurá-la e os moradores vêem o perigo que eles estão expostos por causa dela, as exigências aumentam de uma forma inacreditável… ou melhor… acreditável. E é por isso que esse filme mexe com quem assiste.

grace-dogville

O cenário, sem dúvida nenhuma, contribui muito para o clima do filme. Sem paredes, ou nenhuma forma de separação de ambientes a não ser linhas no chão, podemos ver o que os outros personagens estão fazendo enquanto uma cena principal se desenrola no plano principal, mas isso de maneira nenhuma atrapalha o filme, só ajuda.

20040628-dogville

Não posso contar como as coisas se desenrolam e muito menos o final. Mas o que mais me cativou nesse filme foi a aitude final da Grace. Pura natureza humana, mais uma vez, totalmente crível.

Assistam!

Bom filme!

Depois contem o que acharam!

 

  1. Cintia says:

    Esse filme é ótimo! Mas precisa ter um pouco se senso crítico pra poder entender e assistir o filme inteiro. O final é espetacular!

    Assisti ele por causa da faculdade, e gostei bastante.

  2. Cintia says:

    Esse filme é ótimo! Mas precisa ter um pouco se senso crítico pra poder entender e assistir o filme inteiro. O final é espetacular!

    Assisti ele por causa da faculdade, e gostei bastante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>