Hey coloridXs!

Hoje é um dia especial. Exatamente 1 ano atrás, no dia do Ano Novo Gondoriano (sim, é hoje! 25 de março <3) Eu declarei o “dia do faço” aqui no Geekiss e resolvi finalmente falar da cabeleira. (pra quem boiou, leia o post 1 – descoloração). E hoje, um ano depois, vejo que foi uma das melhores decisões que eu tomei. Além de ser super legal dividir minhas experiências com vocês, ainda teve muita gente fofa que veio aqui compartilhar suas peripécias também, tirar dúvidas e me dar dicas. Então vamos continuar! 😀

Ao longo dos meus 4 outros posts das minhas (des)Aventuras Capilares, eu só falei de processos “caseiros” e cores fantasia. Mas como vi que muita gente tem dúvidas sobre essas tintas de caixinha, encontradas em farmácias e mercados, resolvi fazer um post falando sobre elas. Mas antes, vamos recapitular pra quem não leu os outros posts! hahahaha

Descoloração

Coloração

Hidratação

rainbow-hair-banner

Então vamos lá, qual é a das famosas “tintas de farmácia”? Antes de tudo, é importante ressaltar o de sempre: Eu NÃO sou profissional, esses posts são sobre a MINHA experiência particular com esses processos e produtos, e eu não estou ensinando ninguém a fazer. Se você quer CERTEZA de um resultado satisfatório, vá a um profissional. Sério. Mas se você tem confiança nas suas skills e conhece bem o seu cabelito, qual o problema de tentar, né? 😛

banner-aventurascapilares5

Então, antes de tudo, preciso esclarecer uma coisa aqui pra vocês: As tintas “fantasia”, ou seja, essas coloridonas que eu falei no post 2 – coloração são TONALIZANTES. E a maioria das tintas de caixinha encontradas nas farmácias são COLORAÇÕES PERMANTENTES. Para entender a diferença, é importante conhecer a estrutura do fio de cabelo. Outra coisa que vocês precisam ter em mente antes de começar: UMA COLORAÇÃO NÃO TIRA OUTRA COLORAÇÃO. Se você estava aí se preparando pra ler esse post toooooodo porque está com o cabelo rosinha e quer tacar uma tinta loiríssima por cima pra ficar loira e trocar de cor, esquece. Vai lá pro post de descoloração, vai.

Estrutura Fio de Cabelo

A camada mais interna do cabelo é a Medula, e ninguém vai se meter com ela, ok? Esqueçam que ela existe. Logo após a medula, tem o queridão Córtex, que é onde ficam os pigmentos de melanina que dão cor ao fio do cabelo. E a camada mais externa do fio é formada das famosas “Cutículas”, aquelas dos comerciais de condicionador, que eles mostram um monte de escaminha no fio e tal, essas mesmo. E guardem uma informação importante sobre as cutículas: elas são TRANSPARENTES. Então nem tonalizante nem coloração pinta as cutículas, elas são responsáveis pela proteção do seu fio, pelo aspecto da “textura” do fio, pelo brilho, etc. Então elas são afetadas mesmo nos processos químicos e nas hidratações/reconstruções/etc, não na hora de trocar a cor.

Então vamos entender qual é a diferença basiquinha entre tonalizantes e colorações permanentes:

TONALIZANTE x COLORAÇÃO PERMANENTE

Os tonalizantes agem na superfície do seu fio de cabelo. Ou seja, o tonalizante vem lá, bonitinho, vai abrir um pouquinho das cutículas do seu cabelo e se fixar na SUPERFÍCIE do cabelo. Já as colorações permanentes agem diretamente no córtex, alterando a pigmentação original do fio.

comparação

Ou seja: Você quer pintar o cabelo de azul. Seu cabelo é castanho. Precisa descolorir? SIM, PRECISA! Pois o córtex do seu cabelo é castanho, e você quer que a superfície dele fique azul, e TODAS as tintas fantasia são TONALIZANTES. Mas seu cabelo é castanho, e você quer pintar de vermelho escuro. Precisa descolorir? Não, pois há colorações permanentes dessa cor.

Outra situação: Preciso descolorir para passar essas tintas de farmácia? Humm… depende. Depende do que? Da cor inicial do seu cabelo (isto é: a cor que o seu cabelo está no momento da coloração) e da cor que você quer chegar. Pensem assim, é como uma aula de artes: Se você tem um papel preto, você não vai conseguir pintá-lo com lápis amarelo. Se você tem um amarelinho, você consegue pintá-lo com praticamente qualquer cor de lápis.

Colorações Permanentes

projac019

Dentro de uma caixinha de coloração permanente, normalmente vem: O Revelador, que é um nome chique pra oxigenada (normalmente de 20vol. Nas tintas de cor ULTRA CLARAS tipo “loiro platinado” possivelmente é 30vol.), a Tinta, que neste caso contém amônia e tinturas oxidativas, e os tratamentos pré e pós coloração, para preparar e selar as cutículas do fio.

O indicado é colorir os cabelos secos, desembaraçados, e que estejam sem lavar por pelo menos 24h. Essa história de estar sem lavar é para a proteção dos fios, como eu expliquei no post de descoloração. Normalmente na caixinha vem um tratamento pré-coloração, que  você aplica nos cabelos secos, deixa agir por 1 minutinho. Aí é só você seguir DIREITINHO as instruções do folhetinho, que é basicamente misturar o tubinho inteiro de tintura no tubinho com o revelador, misturar bem, e aplicar no cabelo.

cabelo

Aí o que vai acontecer na sua cabeleira toda é: o revelador e a amônia da mistura vão abrir as cutículas do seu cabelo e penetrar no córtex do fio, retirando os pigmentos de cor que já existem lá e substituindo esses pigmentos pela nova cor. Isso tudo vai acontecer no “tempo de ação” recomendado na caixinha, que é normalmente de 30 a 40 minutos, dependendo se o seu cabelo for “virgem”, se ele já for colorido, enfim… sigam as instruções do folhetinho da coloração, combinado?

Outra coisa: Não adianta deixar muito tempo além do que é indicado na caixa. Isso não vai fazer a cor “pegar mais” no seu cabelo, não vai deixar a cor mais forte, não vai fazer nada além de possivelmente danificar seu cabelo. O processo de coloração é uma reação química que ocorre no córtex do seu fio de cabelo, e assim como qualquer outra reação química, ela tem um tempo de duração, e depois acaba. Não vai ficar ali, agindo pra sempre, até você resolver lavar.

Depois de exaguar, É NECESSÁRIO passar o tratamento pós-coloração. Não vai me inventar de “ain não vou passar” porque é isso que vai tratar e selar as cutículas do seu fio, pra cor ficar bem bonita e protegidinha lá no córtex, com uma camada bonitona de cutículas brilhantes pra proteger. ENTENDIDO? Eu gosto bastante do tratamento gloss intenso que é o que vem nas caixinhas de Koleston, é até uma pena que não vendam isso separado. hahahaha! Além disso, o tratamento gloss da Koleston vem o suficiente pra até 6 aplicações, pra você hidratar o cabelo uma vez por semana, normal, depois do shampoo.

Dica: Na hora do enxágue, comece com água fria/morna e massageando levemente, até que forme uma espuma. Aí enxágua “abundantemente” mesmo, até a água escorrer limpinha, sem cor. Também não é recomendado passar shampoo, porque né… der!

Dica 2: pra quem é n00b e quer fazer sozinha, em casa, eu recomendo os tonalizantes em espumaa, que como o próprio nome diz, é uma espuminha, não um creme. A espuma não escorre nem nada, e fica beeeem mais fácil de passar sozinha no cabelo e espalhar uniformemente, pra não ficar manchado ou coisa assim. É bapho pra quem tem cabelo comprido e quer aplicar sozinha. O ruim é que muitos que tinham no mercado já saíram de linha, então tá bem difícil de encontrar… Mas quem for pro exterior ainda encontra bem fácil em farmácias e mercados.

koleston-espuma-04-600x386

Dica 3: Amiga, não vamos ser mão de vaca, né? Se o seu cabelo é comprido ou volumoso, COMPRA MAIS DE UMA CAIXINHA DA MESMA COR né, vamos ter bom senso! Se o seu cabelo tem um volume normal, e vai até… sei lá, acima do ombro, um kit tá ok. Se o seu cabelo vai até acima do ombro mas é volumoso, eu já recomendo 2 pra garantir. Agora, se o seu cabelão todo lindo vai até a cintura, não me vem fazendo a pão-dura e comprando um kit só, pra depois reclamar que ficou manchado, que faltou ou sei lá. Cabelo compridão, 3 caixinhas e olhe lá.

Tonalizantes

coloração-extra-suave-wella-soft-color

A grande diferença entre o tonalizante e a coloração, é que o creme do tonalizante não contém amônia, mas contém tinturas oxidativas, e apesar de tudo, ainda tem o revelador, (que nesse caso é uma água oxigenada de volumagem menor, provavelmente 10) porque afinal, a cor precisa se fixar no seu cabelo de alguma forma, né? Então, é verdade o que dizem, que tonalizante não agride o cabelo? … Em partes. A verdade é que agride MENOS.

A forma de aplicação é quase igual à coloração. Faz o tratamentinho pré, mistura as coisinhas, aplica no cabelo, enxágua, passa o outro coisinha, pronto! Sigam as instruções do folheto interno do tonalizante que não tem erro.

Aí que começam aquelas dúvidas: Ai, meu cabelo é marrom claro e quero ficar loira, posso passar tonalizando loiro? Não, querida. O tonalizante não vai clarear seu cabelo o suficiente pra vc ficar loira. Já se você for loira e quiser ficar ruiva, por exemplo, um tonalizante pode sim resolver o seu problema. Lembrem-se seeeeempre dos papéis coloridos na aulinha de artes, ok?

Mas se o tonalizante não serve pra você mudar a cor do seu cabelo, pra que serve? 1- Cobrir cabelos brancos. 2- Dar aquela “vida” pra cor dos seus cabelos. Por exemplo, se seu cabelo está meio opaco, sem brilho, queimado de sol… passa um tonalizante! Pode ser da cor do seu cabelo, ou de um tom semelhante, com um brilho diferente… vai dar aquela “acordada” no seu visual! 3- Manutenção da sua cor. Você já tem o cabelo tingido (com coloração permanente), não está precisando retocar raíz nem nada, mas queria “reviver” um pouco a cor, tonalizante nele! Agride muito menos do que passar outra coloração.

IMPORTANTE: Coloração NÃO age nos cabelos JÁ TINGIDOS. Ou seja, meu cabelo é tingido de vermelho. Não vai adiantar nada passar uma coloração mais clara ou loira nele. A coloração não vai retirar os pigmentos do meu córtex e substituir por outra cor, paint brush style. Pra torcar de cor, querida, não importa se você pinta seu cabelo com tinta de farmácia, anilina, tonalizante fantasia, o que for, você vai ter que descolorir/decapar. E pra isso você volta lá no primeiro post.

Numeração

 07501006722284

Outra coisa que pode confundir muita gente na hora de comprar, são esses números malucos na caixinha. Uma dica, não se preocupem com isso, vocês podem simplesmente ler o “nome fantasia” da cor, ver a foto na caixinha, achar bonito e levar. Mas se você é dessas detalhistas, é fácil de pegar o jeito.

O primeiro número indica a “profundidade” do tom, ou seja, a cor principal. Já os outros números que vem depois representam a nuance da cor, ou seja, o brilho. Isso é o que o pessoal chama de “altura do tom”, que podem mudar de acordo com a patente de cada marca de coloração (sério) mas elas sempre seguem a mesma lógica do número mais baixo ser a cor mais escura, e o número mais alto ser uma cor claríssima. Os números de Wella, por exemplo, são:

  • 20 – Preto
  • 30 – Castanho Escuro
  • 40 – Castanho Médio
  • 50 – Castanho Claro
  • 60 – Louro Escuro
  • 70 – Louro Médio
  • 80 – Louro Claro
  • 90 – Louro Ultra Claro
  • 100 – Louro Pastel
  • 120 – Louro Claríssimo

Já os números que representam os reflexos também podem mudar, mas são sempre baseados nas cores do círculo cromático. No caso, a escala de Wella é:

  • 1- Cinza
  • 2 – Mate
  • 3 – Dourado
  • 4 – Acobreado
  • 5 – Vermelho
  • 6 – Violeta
  • 7 – Marrom
  • 8 – Azul

Mas uma coisa é certa: as cores que tem como segundo número o ZERO, é uma COR BASE. Isso significa que, se está comprando a tinta para cobrir cabelos brancos, os tom BASE garantem 100% de cobertura. (o que eu acho que não é o caso de quem lê meus posts, mas hey, todo mundo tem mãe, vó, tia…)

Então vamos lá. Por exemplo, caixinha da imagem acima é número 7744, o que significa que o a cor base dessa tonalidade é o 7 – Louro Médio, e ela possui 3 tons de reflexos: o 7, 4 e 4 novamente, que são respectivamente Marrom, Vermelho e MAIS vermelho. Que resulta nessa cor super vermelha que podemos ver na caixinha, e dá pra perceber qual é pelo nome “Vermelho Super Intenso”. Então vão por mim: é legal saber ver os numerinhos? É. Mas é muuuuuito mais fácil escolher pelo nome. No fim, o mais prático é decorar os números da que você gostou para comprar de novo. Hahahahaa!

Misturas

Aposto que vocês já ouviram os cabelereiros das famosas falando coisas tipo “ai, é uma mistura do 67 com o 545 blá blá blá”. Pergunta: Pode misturar cores diferentes das tintas de caixinha? Sim, pode. Mas você provavelmente não precisa disso, gata.

As pessoas normalmente misturam as tintas por 2 motivos básicos: 1 – porque aquela cor acabou, então você consegue chegar nela misturando outras duas. 2 – para criar uma cor “personalizada” que, em tese, só você tem.

Uma coisa que você tem que ter em mente é que o intuito dessas colorações (e desse post, por favor!) é facilitar a sua vida. Se já existem tintas com até 3 tons de reflexo diferentes, PRA QUÊ que você vai querer dar uma de alquimista e ficar fazendo melequinha, me explica??? Deixa isso pra um profissional, vá, valorizem as pessoas que foram a váááários cursos e tal pra saber criar uma cor que fique LYMDA e não tom de cocô com toques de dourado.

Lembram daquele bafafá todo que foi quando a loiríssima Xuxa “resolveu” – cof cof, por um cachê exorbitante, cof cof – virar morena? Então, ela passou simplesmente o Koleston 30, que tá lindão ali na tabela de tons base, castanho escuro. E só. AMIGA, se até a XUXA se contenta com uma das 09830892083 cores que já existem, pra que essa sua necessidade de misturar caixinhas? 8D pfvr.

~***~ Considerações Finais ~***~

Então acho que é isso! Antes que perguntem, sim, eu já usei essas colorações. Aliás, pra quem é colorida (fantasia) e tenta “levar a vida a sério“, sabe que são verdadeiros salva-vidas! De uma hora pra outra qualquer uma pode arranjar uma entrevista de emprego, uma viagem de negócios, uma apresentação, onde alguma regra (seja de etiqueta, da sociedade, da empresa, da vida…) diz que você tem que ser um ser humano comum, e você tem exatas 24h para voltar a ser socialmente aceitável.

Então a minha experiência é em maior parte com tons escuros, mas já passei loiro pra uniformizar o tom, passei ruivo em apenas uma parte do cabelo e tons com reflexo avermelhado…  Mas Castanho Escuro, Preto e Preto Azulado foram as minhas salva-vidas, e não tem foto aqui no post simplesmente porque … eu não tenho fotos. AUHAUHAUHAUHAUA

Como eu disse lá em cima, não adianta você tentar clarear o seu cabelo já tingido com uma tinta loiríssima. Pode até clarear um pouquinho, mas não vai decapar a sua cor atual, e te deixar daquela cor. Para trocar a cor do cabelo para tons mais claros ou MUITO diferentes, você PRECISA descolorir, sim.

E… bom, não consigo pensar em mais nenhuma outra dúvida que ainda esteja aí incomodando vocês. Então me contem nos comentários, que eu tentarei ajudar! :3

Beijos!

Tem dúvidas? Pergunte neste post:

duvidas

  1. Micaella says:

    Oi Ami. Tenho a metade de Baixo do cabelo rosa e a de cima preta. Daqui a um tempo quero ficar toda ruiva, mas não sei como vou fazer por conta dessa parte pintada de preto, pq já pintei de preto outra vez e qnd fui descolorir pra pintar as pontinhas de azul, e não descoloriu quase nada, ficou alaranjado/avermelhado. Então, como é que vc fez pra descolorir e voltar pras cores fantasia nessas vezes que teve que pintar de preto?

  2. Natasha Naty says:

    Estou com um probleminha e espero que voce possa me ajudar.
    Eu queria fazer umas mechas vermelhas nas pontas do meu cabelo, ja que

    meu cabelo sempre foi muito preto. descolori as areas desejadas e,
    por ter o cabelo muito escuto e não acreditar que o totalizante
    morango pegaria onde tinha a cor natural, totalizei ele todo.
    Acontece que o totalizaste agiu muito bem nas mechas descoloridas,
    não fixou no comprimento do fio da cor original(exatamente como eu
    queria), mas pegou na parte de cima. Agora a raiz esta num tom que na
    sombra pode ate passar por castanho escuro, mas no sol parece uma
    tocha!
ja lavei bem mais que as 28 vezes indicadas como tempo de
    açao, as pontas ja estão bem desbotadas mas a raiz continua pegando
    fogo!

    Dekapcolor tiraria so o tonalizante e o cabelo voltaria a preto onde
    n foi descolorido?
pensei também em colocar por cima o totalizaste
    preto nas areas desejadas. daria certo? o que é mais aconselhável?

    • Ami ϟ says:

      Natasha, o Dekap deixaria o seu cabelo mais claro na raíz também, pois a tintura agiu ali. Isso acontece porque a área de crescimento do seu cabelo é mais sensível e a ação da amônia é potencializada pelo calor do couro cabeludo. O ideal é você passar a cor somente nas mechas que quer ter a tonalidade, e se quiser que a sua raíz volte a ser preta, passe um tonalizante preto.

      Beijos!

  3. Clau says:

    Oi Ami, eu descolori meu cabelo e só algumas parte ficaram bem loiras e eu me desesperei e tatuei o resto de azul que eu tinha nele, mas ficou um carnaval de azul, roxo, verde que é o pior e meio cinza. Eu posso pintar com uma coloração castanho escuro e vai sumir um pouco ou vai ficar manchado com as cores de baixo?

Comments are closed.