“Eu estava dirigindo por uma erma estrada da Patagônia (Terra que recebeu seu nome de uma tribo nativa que, supostamente tinha pés muito grandes, ou “patas”), quando de repente avistei ao lado da estrada um embrulho de aparência estranha. Instintivamente reduzi a marcha e, para meu grande espanto, vi uma mecha e cabelos louros se projetando de um cobertor azul, que parecia envolver uma forma humana. Parei o carro e, ao descer, fui tomado de surpresa. Naquele local, a centenas de quilômetros do vilarejo mais próximo, em meio a uma área desolada onde não se via nenhuma casa, Nenhuma cerca, nem mesmo uma árvore, um jovem dormia placidamente, sem qualquer preocupação que maculasse seu rosto singelo.”

  Quando esbarrei com esse livro surtei u pouquinho, apesar de no final da obra original (O pequeno príncipe, que acredito que vocês já devem ter lido… se não leu, deveria) ele encerrar com “Escrevam me depressa que ele voltou”, nunca imaginei que ele realmente voltaria…

  O Livro trás o jovem príncipe para nossos tempos atuais, e tem o mesmo objetivo que o anterior discutir e mostrar uma nova forma de ver o mundo, Dessa vez abordando temas do século 21, como o consumismo e falta de tempo. Apesar de ser um ótimo livro, não a mais tanta leveza no modo como a historia é contada, mas isso vai de você julgar se isso foi proposital ou não, afinal o Príncipe cresceu, e às vezes ao crescer perdemos a habilidade de enxergar carneiros dentro das caixas…  Quando postei a foto, muita gente me perguntou se valia à pena, e vale… Então corram de pressa que ele voltou!

  1. Peterson Oliveira says:

    Por nao ser o mesmo autor, e por vários fatores (como um leve preconceito literário rs) Preferi continuar com o primeiro livro e “primeiro final”. Não conseguiria enxergar este personagem como o mesmo Pequeno Príncipe.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>