Gente, estou absurdamente transtornada pra escrever um post. Então vou replicar aqui pra vocês as notícias do UOL e G1 sobre o assunto. O negócio é: Sim, a Nintendo encerra operações e vai parar de vender jogos e consoles aqui no Brasil, e a culpa é dos “altos impostos”. TODAS CHORA.

Mario

A Nintendo anunciou hoje (9) que não distribuirá mais jogos e consoles no Brasil.

A partir de janeiro de 2015, a Gaming do Brasil, empresa subsidiária da Juegos de Video Latinoamérica, não distribuirá mais os produtos da Nintendo no Brasil. A Gaming do Brasil distribuiu os produtos da Nintendo no país pelos últimos quatro anos.

“O Brasil é um mercado importante para a Nintendo e lar de muitos fãs apaixonados mas, infelizmente, desafios no ambiente local de negócios fizeram nosso modelo de distribuição atual no país insustentável”, disse Bill van Zyll, Diretor e Gerente Geral para América Latina da Nintendo of America.

“Estes desafios incluem as altas tarifas sobre importação que se aplicam ao nosso setor e a nossa decisão de não ter uma operação de fabricação local. Trabalhando junto com a Juegos de Video Latinoamérica, iremos monitorar a evolução do ambiente de negócios e avaliar a melhor maneira de servir nossos fãs brasileiros no futuro”.

Apesar das mudanças no Brasil, a Juegos de Video Latinoamérica continua a ser a distribuidora da Nintendo para a América Latina. “Somos parceiros da Nintendo na distribuição de seus produtos na América Latina há 14 anos e continuamos comprometidos com a marca. E, enquanto nenhuma outra mudança está planejada para outros mercados da região, estamos em uma posição em que precisamos reavaliar nossa abordagem na distribuição no Brasil”, explica Bernard Josephs, CEO da Juegos de Video Latinamérica.

“Continuaremos a monitorar o ambiente no país para que possamos avaliar futuras oportunidades”.

A Gaming do Brasil é subsidiária da Juegos de Video Latinoamérica, GmbH, que representa a Nintendo em toda a América Latina. A atuação na região, porém, vai continuar.

Segundo a Nintendo, a venda física de jogos (cartuchos e CDs) e consoles continuará somente enquanto houver itens nos estoques da distribuidora e das lojas de varejo. Os games em formato digital continuarão a ser comercializados no país. Mas a venda de videogames está com os dias contados.

3DS_BRasil

Sad Ami is sad. :'(

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>